CINEBOX

Bombshell é o passaporte de Charlize Theron para o segundo Óscar da carreira. A poucos dias da estreia nacional, ela está no CINEBOX para agradecer a vaga de elogios à interpretação de uma pivot da Fox News que denunciou o assédio sexual ao mais alto nível. A história é verídica e o filme emocionou a própria Megyn Kelly.

Uma vez Bad Boys, Bad Boys para Sempre”. Will Smith e Martin Lawrence acabam de retomar a saga que começaram há mais de duas décadas. Ambos estão mais pesados, mas a química e a queda para a comédia de ação são as mesmas de sempre.

Sam Mendes filmou um episódio da Primeira Guerra Mundial como se fosse um único plano sequência. O resultado é “1917”, um drama com 10 nomeações para os Óscares, incluindo Melhor Filme e Melhor Realizador, precisamente as categorias em que foi consagrado na festa dos Globos de Ouro.

Quatro anos depois de ter sido o Joker no filme do “Esquadrão Suicida”, Jared Leto vai voltar ao mundo das bandas desenhadas. Desta vez, o desafio é encarnar Morbius, um cientista que se torna um vampiro por engano. É um dos filmes do próximo verão mas já está a dar que falar.

Só vendo, este fim-de-semana, no CINEBOX com Vítor Moura.

TVI DISTINGUIDA EM 4 CATEGORIAS PELO PRÉMIO CINCO ESTRELAS

 

TVI 24 vence o prémio de melhor Canal de Informação.

Fernanda Serrano, Diogo Infante e Diogo Morgado distinguem-se na categoria Personalidades.

A TVI24 é reconhecida pelos portugueses como o melhor canal de informação, reforçando a confiança e preferência dos espectadores.

Conquistaram também a preferência do público a atriz Fernanda Serrano na categoria Séries e Novelas, e os atores Diogo Infante e Diogo Morgado, nas categorias Teatro e Cinema, respetivamente.

Este é o sexto ano consecutivo em que os portugueses avaliam e premeiam as personalidades e órgãos de comunicação social que consideram Cinco Estrelas.

Os prémios serão entregues numa cerimónia agendada para dia 31 de janeiro, na Fábrica XL do LX Factory, em Lisboa.

CINEBOX

Depois de Rex Harrison nos anos 60 e Eddie Murphy nos anos 90, é a vez de Robert Downey Jr. mostrar o que vale como “Doutor Dolittle”. No CINEBOX deste sábado, ele explica porque aceitou o desafio de interpretar o médico que fala com animais na aventura que está quase a chegar às salas de todo o país.

Já em cartaz, está “A Despedida”, a comédia dramática que valeu a Awkwafina o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Comédia; o primeiro de sempre para uma atriz de ascendência asiática.

Também histórico, mas porque se tornou um clássico, é o filme animado “A Dama e o Vagabundo”. Mais de 60 anos depois, com o mesmo selo da Disney, está aí o remake em imagem real produzido para o streaming como se fosse cinema.

A série “A Guerra dos Tronos” continua a abrir as portas de Hollywood aos protagonistas. Agora, é a vez de Maisie Williams encarnar um dos “Novos Mutantes” no spin-off da saga “X-Men” que tem finalmente estreia confirmada para abril.

Só vendo, este sábado, no CINEBOX com Vítor Moura.

NUNO SANTOS VAI DIRIGIR A PROGRAMAÇÃO DA TVI

Nuno Santos vai assumir a Direção de Programas da TVI nas próximas semanas, substituindo Felipa Garnel que vinha assumindo essa função nos últimos meses.

Nuno Santos é um dos mais experientes profissionais de televisão em Portugal, tendo iniciado o seu percurso como jornalista e pivot de televisão na década de 90, integrando o núcleo fundador da SIC, a primeira estação privada em Portugal. Foi também o primeiro Diretor da SIC Notícias.

No seu percurso profissional está ainda a direção de programas e de conteúdos da RTP, onde também desempenhou as funções de diretor de informação.

Após a sua saída do operador público, Nuno Santos abraçou um desafio internacional, tendo assumido a direção de conteúdos na Multichoice, plataforma multinacional de conteúdos, de origem sul-africana.

Antes de assumir a direção-geral do Canal 11, lançado no ano passado pela Federação Portuguesa de Futebol, Nuno Santos dirigiu ainda a unidade de negócio da The Story Lab  produtora e distribuidora, com sede em Londres, pertencente ao universo da Dentsu Aegis Network.

Para Nuno Santos, “ter a oportunidade de liderar a programação na TVI e ajudar a acelerar a transformação digital do meio televisivo de língua portuguesa é o desafio mais estimulante do Mercado dos Media.

2020 será um ano de mudança. A TVI será diferente e inovadora. Estará na vida dos Portugueses.

Conto com todos. Conto com a experiência dos que estão e com a irreverência dos que vão chegar.”

A Media Capital gostaria de agradecer à Felipa Garnel que, nestes últimos meses, deu o seu melhor, num momento muito particular, para que a TVI continue a manter a preferência de milhões de portugueses.

Gostaria ainda de agradecer toda a colaboração da Federação Portuguesa de Futebol, parceiro de negócios da Media Capital, que na gestão deste processo, sempre mostrou uma postura de total lisura e colaboração.

CINEBOX

2019 chega ao fim com Will Smith e Tom Holland “Armados em Espiões”. A nova produção dos estúdios Blue Sky é uma paródia animada aos filmes do 007 com uma ideia chave: ser esquisito não só é bom como até convém.

Noutra das estreias do momento, Jexié uma assistente virtual com demasiada vontade própria, para mal do personagem de Adam Levine. A comédia sobre a dependência do telemóvel tem a assinatura dos mesmos criadores de “A Ressaca”.

2020 vai trazer a sequela de “Um Lugar Silencioso” com Emily Blunt e Respect, o biopic de Aretha Franklin com Jennifer Hudson – uma escolha da própria “Rainha da Soul”.

Para o cinema português, o Ano Novo começa com “Mosquito”, a segunda longa-metragem de João Nuno Pinto, a abrir o Festival de Roterdão.

No balanço de 2019, as salas portuguesas tiveram mais espectadores e mais receita. O filme mais visto foi o novo “Rei Leão”; é caso para dizer… “Hakuna Matata” no último CINEBOX do ano com Vítor Moura.

 

CINEBOX

2020 vai ser um ano “Bora lá” com o selo da Disney Pixar: a aventura de dois irmãos elfos num subúrbio fantástico é o primeiro destaque do Cinebox deste fim de fim-de-semana.

Ainda no cinema de animação, a portuguesa Regina Pessoa está outra vez no radar dos maiores prémios internacionais. A curta “Tio Tomás” entrou na corrida aos Anwie Awards e pode chegar aos Óscares.

O que faz Laetitia Casta com “Um homem infiel” no grande ecrã? Ela explica, em Paris, no lançamento da comédia dramática que rodou com o companheiro na vida real.

“007: Sem tempo para morrer” é o último filme de Daniel Craig como James Bond. Rami Malek é o novo vilão de serviço e não passa despercebido nas primeiras imagens.

Apesar do que aconteceu em “Vingadores: Endgame”, a “Viúva Negra” vai voltar no próximo ano no primeiro filme em nome próprio.

Só vendo, este fim-de-semana, no CINEBOX com Vítor Moura.

CINEBOX

Vem aí o episódio IX de “Star Wars”. A menos de um mês da estreia de “A Ascenção de Skywalker, o realizador J.J. Abrams lembra, no CINEBOX, a primeira vez que ouviu falar da saga; é uma memória de infância, no balanço de um fenómeno de várias décadas que, depois do fim da história da geração Skywalker, vai entrar numa nova fase.

Rian Johnson realizou “O Último Jedi” e está ligado à próxima trilogia. Por agora, assina Knives Out”, uma comédia policial com um elenco de luxo e inspiração em Alfred Hitchcock; é uma das novidades da semana nas salas de todo o país.

Também em destaque nesta edição: o reencontro de Eddie Redmayne e Felicity Jones em “Os Aeronautas”, cinco anos depois de “A Teoria de Tudo”. E o regresso dos “Anjos de Charlie” ao grande ecrã com Ariana Grande, Miley Cyrus e Lana Del Rey no tema principal da banda sonora.

Só vendo, este fim de semana, com Vítor Moura no CINEBOX!

CINEBOX

Há um português na equipa da Disney que animou Fozen II” e está no CINEBOX deste fim de semana. A partir de Los Angeles, Afonso Salcedo conta como foi participar na sequela de um dos maiores sucessos de animação de sempre.

Natal sem Last Christmas” não é Natal. E este ano ainda mais, porque vem aí uma comédia inspirada no tema de George Michael. O principal papel é de Emilia Clarke.

Wagner Moura veio a Portugal apresentar Marighella, o primeiro filme que fez com o realizador. E já tem outro pronto a estrear sobre o diplomata Sérgio Veira de Mello.

Antes de voltar com 007 em 2020, Daniel Craig encarna uma espécie de Poirot americano em Knives Out”, um policial que, afinal, é uma comédia.

Só vendo, este fim de semana, com Vítor Moura no CINEBOX!

CINEBOX

 

Por causa da rivalidade entre a Ford e a Ferrari, as 24 Horas de Le Mans de 1966 ficaram para a história. No CINEBOX deste fim-de-semana, Matt Damon apresenta a adaptação ao Cinema que conta com Christian Bale no outro papel principal. Le Mans ’66: o Duelo”, a partir de 14 de novembro nos cinemas portugueses, já valeu a James Mangold o prémio de Melhor Realizador do Ano na festa dos Hollywood Film Awards; o prémio Carreira foi para Charlize Theron que vamos ver em breve em Bombshell.

Miguel Lobo Antunes é o protagonista improvável de Technoboss. O ex-programador e gestor cultural estreia-se como ator no filme português do momento e conta como correu a experiência às ordens do realizador João Nicolau.

Com o papel da mulher que fugiu da escravatura e ajudou centenas a fazer o mesmo caminho na América do século XIX, a britânica Cynthia Erivo é uma das revelações de 2019, mas só no Cinema porque já ganhou um Tony e um Grammy. Não é, portanto, por acaso que a ouvimos cantar “Stand Up” na banda sonora de Harriet.

Só vendo, este fim-de-semana, no CINEBOX com Vítor Moura!